Senha
Esquecí minha senha
 
Bambas
Homenagem a Roque Ferreira

Roque Ferreira  (Roque Augusto Ferreira)

Nascido em 12/3/1947  Nazaré das Farinhas, BA Cantor. Compositor.

Começou a compor aos 14 anos, quando mudou-se para Salvador.

Ao lado de Riachão, Edil Pacheco, Ederaldo Gentil, Nélson Rufino, Batatinha e Walmir Lima, é considerado um dos mais importantes compositores do samba de raiz baiano. Publicitário, trabalhou em várias agências durante 20 anos, abandonando a profissão para dedicar-se somente à música.

Escritor, tem dois livros inéditos: As sete faces da lua (Contos) e Ossos de borboleta (Romance).
Clara Nunes foi uma das responsáveis por seu lançamento ao grande público, em 1979 a cantora gravou de sua autoria Apenas um adeus (c/ Edil Pacheco e Paulinho Diniz) no LP Esperança. No ano de 1981, a mesma cantora, interpretou Coração valente, em parceria com Edil Pacheco

Em 1983 Ederaldo Gentil no disco Identidade, incluiu Provinciano, parceria de ambos. No ano seguinte, Beth Carvalho, no disco Coração feliz, gravou Doce de cajá. Dois anos depois, em 1986, João Nogueira interpretou de sua autoria Triste regresso.

Edil Pacheco, no CD "Dom de passarinho", lançado pela gravadora Velas, incluiu três parcerias de ambos: "É preciso ser rocha", "Meu grande pecado" e "Tomara Deus".

Em 1995 sua composição "Samba pras moças" (c/ Grazielle Ferreira) deu título ao CD de Zeca Pagodinho.

No ano de 1998 Maria Bethânia interpretou Bolero (c/ Batatinha) no disco Diplomacia, de Batatinha. No ano seguinte, Zeca Pagodinho, no CD Ao vivo, regravou, de sua autoria, Samba pras moças. Neste mesmo ano de 1999, Martinho da Vila interpretou Pro amor render, parceria com Dudu Nobre.

No ano 2000, Zeca Pagodinho gravou, Água da minha sede, parceria de Roque Ferreira com Dudu Nobre. A música deu título ao disco do sambista, lançado pela gravadora Universal. Participou no CD Humanenochum, do também baiano Riachão. No ano seguinte, Dudu Nobre interpretou Juremeiro e Encantado, parcerias de ambos, no CD Moleque Dudu, lançado pela gravadora BMG.

Em 2002 Telma Tavares gravou de sua autoria Quebradeira de cocoe ainda duas parcerias de ambos: Iabassê e A sangue frio, esta última, também ganhou registro na voz de Alcione no CD Faz uma loucura por mim.
Em 2004 participou do disco Vozes da Purificação, de Dona Edith do Prato. Neste mesmo ano lançou pelo selo Quelé o CD Tem samba no mar, seu primeiro disco solo no qual interpretou de sua autoria Menino de samburá, A mão da dor, Dona Fia, Quebradeira de coco, Luz de canoeeiro e Oxossi, além de seu grande sucesso Samba pras moças (c/ Grazielle Ferreira). O disco trouxe várias parceria com o poeta Paulo César Pinheiro, entre elas Samba de dois-dois, Cortejo, Auto-de-fé, Baticum de samba, Ogum de Ronda, O cavalo de São Jorge, Aguadeira, Saubára, Garaximbola e Casa de Edith. O CD contou com as participações especiais de Amélia Rabello na faixa Ralador (c/ Paulo César Pinheiro) e Paulo César Pinheiro na faixa Sucupira, parceria de ambos. As outras participações foram de Mauricio Carrilho (violão de sete cordas), Luciana Rabello (cavaquinho), Pedro Amorim (violinha e bandolim), Paulino Dias (pandeiro, berimbau, triângulo, ganzá, agogô, tambor, pau de chuva, xequerê, queixada, coquinho e caxixi), Pretinho (reco-reco, pandeiro, tambor, alfaia, tambor índio, surdo, agogô e caxixi), João Lyra (viola de dez cordas), Durval Ferreira (pandeiros e ganzá), Wilson das Neves (caixa e tamborim) e Cabelinho (surdo, agogô e tamborim). Ainda em 2004, no disco Daqui, dali e de lá, o grupo Toque de prima gravou de sua autoria Eu conheço aquela moça, (c/ Martinho da Vila) e Demorou (c/ Elton Medeiros).

No ano de 2005 Elton Medeiros incluiu Demorou no seu disco Bem que mereci.

Entre seus intérpretes constam também Alcione, Martinho da Vila, Beth Carvalho e Maria Bethânia, entre suas mais de 150 composições gravadas.

Entre seus parceiros constam também J. Velloso e Mariene de Castro.
A mão da dor • A sangue frio (c/ Telma Tavares) • Água da minha sede (c/ Dudu Nobre) • Aguadeira (c/ Paulo César Pinheiro) • Apenas um adeus (c/ Edil Pacheco e Paulinho Diniz) • Auto-de-fé (c/ Paulo César Pinheiro) • Baticum de samba (c/ Paulo César Pinheiro) • Bolero (c/ Batatinha) • Casa de Edith (c/ Paulo César Pinheiro) • Coração valente (c/ Edil Pacheco) • Cortejo (c/ Paulo César Pinheiro) • Demorou

 (c/ Elton Medeiros) • Doce de cajá • Dona Fia • É preciso ser rocha (c/ Edil Pacheco) • Encantado (c/ Dudu Nobre) • Eu conheço aquela moça (c/ Martinho da Vila) • Eu vi seu ex-amor (c/ Martinho da Vila) • Garaximbola (c/ Paulo César Pinheiro) • Iabassê (c/ Telma Tavares) • Juremeiro (c/ Dudu Nobre) • Luz de canoeeiro • Menino de samburá • Meu grande pecado (c/ Edil Pacheco) • O cavalo de São Jorge (c/ Paulo César Pinheiro) • Ogum de Ronda (c/ Paulo César Pinheiro) • Oxossi • Provinciano (c/ Ederaldo Gentil) • Quebradeira de coco • Ralador (c/ Paulo César Pinheiro) • Samba de dois-dois (c/ Paulo César Pinheiro) • Samba pras moças (c/ Grazielle Ferreira) • Saubára (c/ Paulo César Pinheiro) • Sucupira (c/ Paulo César Pinheiro) • Tomara Deus (c/ Edil Pacheco) • Triste regresso



Comentários
# 1  -  Bradley - lucas2d44@gmail.com   26/10/2015  -  Nota: 0
Texto em avaliação

# 2  -  JimmiXS - jimos4581rt@hotmail.com   8/8/2016  -  Nota: 0
Texto em avaliação

Normas para publicação:
As opiniões enviadas estão sujeitas a aprovação. Acusações insultuosas, mensagens com palavrões e comentários em desacordo com o tema proposto não serão publicados
Nome:
E-mail:
Comentário:
Nota:
 
Mais Bambas
  Bambas Imortais São Homenageados no Carnaval 2018
  O Poeta, Professor e Secretário de Cultura
  A Bahia Abraça Walmir Lima o compositor de Ilha de Maré
  Edil Pacheco de Maragogipe para o mundo
  Tom e Dito a dupla do Samba da Bahia para o Mundo
  Edson Gomes da Conceição - O compositor do Hino do Samba
  Homenagem a Assis Valente o Maior Compositor Baiano de Todos os Tempos
  Homenagem a Dorival Caymmi
  Homenagem Nélson Rufino
  Homenagem a Ederaldo Gentil

 
 
   
   
 
2016, Janeiro 21 CLUBE DO SAMBA É UM LIVRO ABERTO NO CARNAVAL DESTE ANO

leia +
2015, Agosto 18 Concar Inscreve Bandas para o Carnaval 2016

leia +
2015, Julho 3 Walmir Lima Recebe Abraço dos Sambistas da Bahia no dia 12/07

leia +
2015, Julho 3 A Bahia Abraça Walmir Lima no Dia 12 de Julho

leia +
2015, Junho 26 FEIJOADA 2 DE JULHO MOVIMENTA CLUBE DO SAMBA

leia +
 
   
   
 
Em relação à reforma da previdência como você se posiciona?




 
     
   
 
Preencha nosso formulário e receba informações diárias do Clube do Samba