Senha
Esquecí minha senha
 
O Clube
Conheça o Clube do Samba da Bahia !

O Clube do Samba da Bahia

O Clube do Samba da Bahia teve o seu nome inspirado no movimento iniciado por João Nogueira na década de 70, para a preservação das raízes do samba. O cantor e compositor reuniu amigos e profissionais da música com o objetivo de proteger e valorizar o samba que, à época perdia espaço nas grandes gravadoras para a música sertaneja. O Clube do Samba criado por João Nogueira cresceu e continua atuante até os dias atuais no Rio de Janeiro, atualmente, dirigido pela senhora Ângela Nogueira, viúva do fundador.

 

O Clube do Samba da Bahia segue os princípios originais do cantor e fundador João Nogueira no sentido de valorizar o samba, seus compositores e as pessoas que gostam de samba, ou seja, os sambistas. A paixão pelo samba de João Nogueira, nas terras baianas se juntou aos ensinamentos das tias Baianas, a exemplo da Ciata – que por meio do Samba conseguiu organizar uma comunidade, criada por baianos no então estado da Guanabara além de diversos empreendimentos vinculados ao samba, a exemplo dos famosos pagodes e dos primórdios das escolas de sambas, conhecidos como ranchos carnavalescos.

 

O Clube do Samba da Bahia nasceu como um movimento em 14 de maio de 2005. Nesta data foi realizado o Samba de lançamento, no espaço Dique dos Orixás, que fica no Dique do Tororó, área Central de Salvador. O lançamento teve cerca de 80 convidados, com a participação dos grupos Academia do Samba, Partidão, Garotos do Partido-Alto e Faviola, além da presença de vários sambistas da cidade de Salvador.

 

A partir da inauguração, o Clube promoveu no mesmo espaço alguns ensaios:

Pagode e Feijoada, com os Grupos Academia do Samba e Partidão;

Pagode da Diretoria, com a Feijoada de Dona Alaíde e participação dos Grupos Partido Popular e Exclusivo. Após algum tempo, o Clube do Samba da Bahia foi convidado a se apresentar às sextas-feiras no Espaço Raul Seixas, que fica na Sede do Sindicato dos Bancários, em Salvador. Quando foram realizados 10 encontros, o que de fato auxiliou na consolidação da imagem perante a comunidade do Samba em Salvador.

 

Já no seu primeiro ano de existência, no dia 02 de dezembro, o Clube do Samba organizou o evento Viva o Samba ! e foi realizado um samba com a participação de Grupos conhecidos, mas que não eram incluídos na programação oficial do Dia do Samba em Salvador. O Viva o Samba! Contou com a participação dos Grupos: Bambeia, Senty o Drama, Pagode em Família, Samba de Cozinha, Pagode dos Artistas e o bloco Afro Ilê Ayiê. O evento foi um sucesso e o samba só terminou às 5 horas do dia seguinte.

 

Em maio de 2006, por iniciativa do Clube do Samba, foi criado o Grupo Irmãos de Samba com o intuito de representá-lo nas rodas de Samba de Salvador, o que foi feito até setembro deste ano. A partir de então, o Clube do Samba da Bahia é representado pelo Grupo Refino, que apresenta um repertório que valoriza tanto o samba de raiz e o samba de roda da Bahia, quanto grandes clássicos do samba nacional.

 

Em dezembro de 2007 o Clube do Samba deu dois passos importantes: Criou o concurso Musa do Samba buscando incluir e valorizar a mulher que gosta de Samba. O evento aconteceu no dia 14 de dezembro de 2007 na Colônia do Sesc em Piatã com a participação de 300 pessoas. O outro passo importante aconteceu em 02 de dezembro, quando o Clube do Samba encontrou o espaço definitivo para apoiar a realização do programa Samba Todo Dia, que acontece até então no Espaço Fundo do Cravinho, no Terreiro de Jesus.

 

Dezembro de 2009 o Clube do Samba implementa uma nova ação em favor do Samba: Criou e lançou a Primeira Orquestra de Samba da Bahia, a orquestra Sambônica. A Orquestra Sambônica é formada por sambistas da Velha Guarda de Salvador, a exemplo de Raimundinho do Bandolim, Bolão – Surdo, Paulinho do Reco, Nailton – Jatobá, Gilson Verde – Sete Cordas, Wando – Pandeiro e Wilson –Refino,  Gileno – Violão além de músicos convidados para executar o Baixo acústico, um naipe de metais, e um violino . A proposta da orquestra Sambônica é fortalecer o samba da Bahia através da apresentação de sambas de compositores locais, imortalizando a sua música e história.

 

No último dia 20 de novembro o Clube do Samba completou 3 anos de oficialização, como uma entidade civil organizada. O Clube que já possui um espaço alugado pretende entabular esforços no sentido de criar o tão esperado museu vivo do Samba Baiano com o intuito de salvaguardar os substratos materiais do samba da Bahia, bem como a sua memória.

 

Com o passar dos anos o Clube do Samba da Bahia e toda a sua diretoria continua a crer nos seus principais valores e objetivos, que foram estabelecidos antes da sua criação e justamente por isso, as coisas estão acontecendo:

Valores:  firmeza de propósito; nacionalidade; honestidade e transparência;

Objetivos:  Gerar emprego e renda para os sambistas e compositores através da divulgação do samba e geração de oportunidades de renda, nas mais diversas formas e serviços e através da divulgação do trabalho musical em internet, rádio, televisão e jornal ou outros meios de comunicação que possa ser inventado.

 

Presidente

Wilson José de Freitas Santos



Mais O Clube
  Regimento Interno do Clube do Samba
  Clube do Samba da Bahia em Desenvolvimento

  • 1
 
 
   
   
 
2016, Janeiro 21 CLUBE DO SAMBA É UM LIVRO ABERTO NO CARNAVAL DESTE ANO

leia +
2015, Agosto 18 Concar Inscreve Bandas para o Carnaval 2016

leia +
2015, Julho 3 Walmir Lima Recebe Abraço dos Sambistas da Bahia no dia 12/07

leia +
2015, Julho 3 A Bahia Abraça Walmir Lima no Dia 12 de Julho

leia +
2015, Junho 26 FEIJOADA 2 DE JULHO MOVIMENTA CLUBE DO SAMBA

leia +
 
   
   
 
Em relação à reforma da previdência como você se posiciona?




 
     
   
 
Preencha nosso formulário e receba informações diárias do Clube do Samba