Senha
Esquecí minha senha
 
Grupos e Bandas
Mumuzinho

Bloco do Mumuzinho no Carnaval de Salvador 

É o Clube do Samba na Avenida

"Mumuzinho é um cara que qualquer coisa que ele fizesse ele seria um vulcão de criatividade. Já dá pra ver que, como ator, como comediante, como cantor e como compositor, ele vem conseguindo isso. Mas a sensação é que se ele fosse, sei lá, arquiteto, marceneiro, médico, enfermeiro... Em tudo ele seria a explosão que ele é."

Regina Casé

 

"Mumuzinho é um rapaz talentoso que já nasceu com veia artística. Ele, com certeza, veio pra ficar."

Alcione

 

"Sempre levei muita fé que este menino iria conseguir um espaço na música brasileira. Ele é um crooner, canta bem e com personalidade todos os estilos. Tem um trabalho bem bacana que transita no pagode romântico e no samba tradicional." 

Dudu Nobre

 

"O talento dele como cantor, ator e comediante garante o nascimento de mais um grande artista no cenário brasileiro. Sucesso e boa sorte, parceiro. Axé!"

Arlindo Cruz

 

Aos 28 anos, o jovem Márcio da Costa Batista, nosso Mumuzinho, já acumula uma grande bagagem artística. Digo artística, não apenas musical, por já ter tocado em bares, participado de filmes como "Tropa de Elite" e "Cidade de Deus", por ter encantado Regina Casé com suas imitações de artistas famosos, e conquistado Zeca Pagodinho e Dudu Nobre pelo seu talento natural de sambista. Resultado, os três podem ser considerados padrinhos do cantor em seu primeiro disco, "Dom de sonhar", que ele lança agora.

Zeca, que há 15 anos apresentou Dudu Nobre como seu herdeiro musical - e acertou em cheio - repete a dose com Mumuzinho. Já Dudu passa o bastão para jovem de Magalhães Bastos, que telefonava para ele mostrando canções e pedindo pares de tênis usados. E Regina emprestou o "picadeiro" do programa "Esquenta" para ele exercer os seus vários talentos e seu carisma supercarioca.

E com esse palco aberto ele já teve a oportunidade de mostrar seu poder de intérprete em sambas que já ganharam as rádios como os românticos "Mande um sinal" e "Curto-circuito", que surge com um belo arranjo e o piano acústico de Jota Moraes. "Meu amor, esse amor que balança você/ Faz a cuca girar, faz o corpo tremer/ É um curto-circuito aqui dentro de mim/ Que explode no peito quando eu tô a fim...". Já nasce com alma de sucesso, daqueles que ficam no inconsciente popular. Vale ressaltar as participações de Mauro Diniz no cavaquinho, de Thiago Silva, no banjo, e do ótimo trio percussivo formado por Miudinho, Nenê Brown e Bruno Cardoso, que ajudam muito no suingue gostoso do disco.

A mesma alma popular também está presente em "Baratinar", que narra um encontro desses que acontecem na vida de qualquer um de nós. O amor do cidadão comum, que pode surgir em qualquer beco, bar ou viela da cidade. A letra de Claudemir, Mario Cleide e Rosana Silva vai fundo, sem rodeios: "Um metro e sessenta e seis/ Olhos negros desconcertantes/ Queimada de sol, talvez/ No sorriso, um diamante/ Do nada o papo fluiu".

A interpretação de Mumuzinho flerta com alguma de suas referências como o cantor Belo e seu samba romântico que bate fundo no coração do povo. E um mestre dessa percepção é Jota Moraes, o Jotinha, que por sinal, assina quase todos os arranjos do disco, exceto as faixas "Transpirando amor", com arranjo do baixista Boris, e "É tudo improvisado", de Alessandro Cardozo, o grande cavaquinista da nova geração do samba, artista virtuosíssimo.

Nessa levada surgem "Te amo", de compositores contemporâneos como Carlos Caetano e Adriano Ribeiro, outro sambista que despontou recentemente, e "Estonteante": "Difícil é me cansar de ouvir a rouquidão da sua voz/ Jogando charme pelo ar".

Mas sambista que é sambista não se restringe apenas ao repertório romântico, tem sempre o bicho do partido alto, do samba versado na veia. E "É tudo improvisado" não fica a dever à melhor produção do gênero. O samba de Claudemir é uma pérola: "Cerveja chama outra cerveja/ Um samba chama outro e não dá pra parar/ Trabalho de segunda a sexta, tenho uma família para sustentar/ Eu gosto é de um bom tira-gosto/ De um bate-papo com a rapaziada/ Mas o samba tá na veia/ E o que me contagia é o som da batucada". Quem rola pelas rodas de samba do Rio de Janeiro, do Pagode do Arlindo ao Candongueiro, em Pendotiba; do Pagode da Doca às rodas do Clube Renascença sabe que esse é o espírito da coisa.

"Calma" segue essa linha malandreada. Dessa vez é o malandro que chega tarde em casa com uma desculpa pra lá de esfarrapada: "Calma, se não você acorda toda vizinhança/ É que o cara aí do lado tem criança/ Você não vê que é muito tarde pra brigar?/ Quero entender por que você não se acalma.../ Só cheguei tarde porque o carro deu problema/ Eu enguicei ali pertinho de Ipanema/ Meu Deus do céu, como o reboque demorou".

"Dono do morro" traz a dura realidade da violência urbana, do bandido assumindo o papel de juiz, de todo poderoso diante da população, a barbárie de hoje que "amanhã de manhã vai estar na TV, nos jornais e também nas revistas".

Mas, à frente das várias facetas do artista, está mesmo o intérprete afinadíssimo, de uma boa divisão rítmica e um suingue envolvente. Além de um repertório afinado com sua verve romântica. E canções como "Se eu tivesse o poder","Dom de sonhar", "O tempo é mistério", "Receita de amor" servem de cama para o seu talento. Coroando esse Cd de estréia, Mumuzinho nos presenteia com uma ótima regravação do sambão "Minha rainha", clássico da maranhense Rita Ribeiro, que nada tem a ver com a cantora da "Tecnomacumba", e Lourenço. Mesmo depois de tantas e boas gravações, a versão do sambista traz um novo frescor.

 
 

 



Mais Fotos


Músicas do Grupo

Calma

É tudo improvisado

Estonteante

Mande um Sinal

Se eu tivesse o poder

Te amo

Transpirando Amor


Comentários
# 1  -  Jurandir sulino santana Filho - jurandirlima@outlook.com   9/7/2013  -  Nota: 10
se precisar de um compositor de letras de musicas românticas estou ai pronto para fortalecer o samba da Bahia o ate mesmo do Brasil!!! eu sou eletricista mais gosto de compor se eu me juntar com um profissional
sinto que vão surgir novos e lindos sambas. morro de vontade de sair em bloco de samba se Deus quiser ano que vem estou colado!!!
que o mundo reverencie o samba...



# 2  -  PATRICIA PINHEIRO CRISOSTOMO - ppcpinheiro@hotmail.com   30/1/2013  -  Nota: 10
BOA NOITE.
PRECISO DE UM GRUPO DE SAMBA DURO, OU SAMBA DE VIOLA PARA ARRASTAR UM BLOCO DE SAMBA JUNINO, QUE SERÁ LANÇADO EM AREMBEPE NO SÃO JOÃO DE 2013. O BLOCO ESTÁ SENDO CRIADO NO SEIO DA COMUNIDADE DA VOLTA DO ROBALO, ATRAVÉS DA AMOVORC, ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DE VOLTA DO ROBALO E CAPIVARA. CASO HAJA UM GRUPO COM ESTE PERFIL, FAVOR ENTRAR EM CONTATO COM OS TELEFONES- 9900.2258 OU 3624.3994. PROCURAR PATRICIA

# 3  -  s98qh0RD - 0nyzpk31d2@mail.com   26/10/2015  -  Nota: 9
Texto em avaliação

# 4  -  Bradley - lucas2d44@gmail.com   26/10/2015  -  Nota: 3
Texto em avaliação

# 5  -  Mark - mark357177@hotmail.com   10/2/2016  -  Nota: 5
Texto em avaliação

# 6  -  Mark - mark3qf527@hotmail.com   12/5/2016  -  Nota: 8
Texto em avaliação

Normas para publicação:
As opiniões enviadas estão sujeitas a aprovação. Acusações insultuosas, mensagens com palavrões e comentários em desacordo com o tema proposto não serão publicados
Nome:
E-mail:
Comentário:
Nota:
 
Mais Grupos e Bandas
  Encontro de Compositores da Bahia
  Nosa Metade
  Fabiana Cozza
  O meu Samba é? Mocidade!
  Flavia Saolli do Rio para o Mundo
  Banda Chita Fina
  Nilze Carvalho talento e sucesso juntos
  Tchau e Benção
  Grupo Katulê
  Titilo Oliveira e Banda

 
 
   
   
 
2016, Janeiro 21 CLUBE DO SAMBA É UM LIVRO ABERTO NO CARNAVAL DESTE ANO

leia +
2015, Agosto 18 Concar Inscreve Bandas para o Carnaval 2016

leia +
2015, Julho 3 Walmir Lima Recebe Abraço dos Sambistas da Bahia no dia 12/07

leia +
2015, Julho 3 A Bahia Abraça Walmir Lima no Dia 12 de Julho

leia +
2015, Junho 26 FEIJOADA 2 DE JULHO MOVIMENTA CLUBE DO SAMBA

leia +
 
   
   
 
Em relação à reforma da previdência como você se posiciona?




 
     
   
 
Preencha nosso formulário e receba informações diárias do Clube do Samba